De Anna.Dark a 28 de Junho de 2007 às 15:01
Então feito. Quer chorar, chora aqui! Confesso que ía começar esse comment te dando a maior força: " vai lá, vc consegue!", mas depois de ler algumas palavrinhas no post, desisti, definitivamente não é disso que vc precisa. Há horas em que precisamos somente disto: Chorar e não escutar nada. Chorar e não escutar palavrinhas mágicas de motivação. Tranquilo. Esse é o seu momento. Momento de caminhar sem rumo, momento de escutar uma música só pra vc, momento de dúvidas e planos, momento de dias cinzas. Olha, te digo. Se existe remédio para esta merda eu não sei, talvez o remédio seja esse mesmo. Curtir o dia, sem maiores estresses. Um beijo, garota!!
De opium a 28 de Junho de 2007 às 16:47
Eu sempre fui a gulosa da família. Porque é que havia de mudar? Há lá coisa mais forte que os genes?

lol

Mas não, não vou comer tretas hoje: vou dormir, sim, dormir, e quando acordar leio revistas lights, porque tenho a cabeça cheia de relatórios científicos em 3 ou 4 línguas diferentes... e vou escrever e chorar, sozinha, claro... Bem, posso sempre agarrar-me a um ursinho...! :)

Ah, já agora fica aqui o mote para a discussão: os/as meninos/as eram gulosos/as na infância?

Beijinhos um pouco mais animaditos...

post scriptum: esta coisa do blog pode ser mesmo terapêutica! ;)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres