Sábado, 2 de Junho de 2007

Sol e medo...

 

Não sei se este dia merece relato. Hum… talvez sim.

Julguei que não fosse ter coragem para sair da cama, mas saí e decidi tomar banho e vestir uma roupa bonita, já que chegava ao fim da manhã o meu namorado. Tomei o pequeno-almoço enquanto punha algum trabalho em dia no computador, como sempre, o que prolonga o meu pequeno-almoço por cerca de uma hora. Depois fui até à rua, despejei os reciclados, entreguei um relatório, apanhei um Sol bom no rosto e nos braços… até que ele chegou. Um cafezinho, uma conversinha e ali estava um momento bom, com direito a esplendorosos raios de Sol e tudo!

Bom, até agora isto tem sido o habitual, ultimamente. Toda a tarde na secretária em frente ao computador. Tenho saudades do ginásio, daquela energia vital… mas o tempo e o dinheiro agora só me permitem caminhadas. Tenho andado a pensar em hidroginástica. Alguém conhece e recomenda ou não recomenda? :)

 

Acordei com fome, fui bebendo chá e perdi a fome, mas lá comi qualquer coisa. O almoço soube bem, um passeio a seguir também. O fim do dia é pior. Depois do lanche parece que fica um buraco enorme na barriga a pedir “comida! comida! comida!”, mas resisti. Agora já se calou e voltei ao chá. Confesso que arquitecto quase todas as refeições mentalmente… o meu pensamento fragmenta-se.

Estou um pouco cansada. Todos a perguntarem o que me aconteceu, se estou anoréctica, se estou bem, “Ai tão magra! Ai tão magra!”. E eu como… normalmente. O meu namorado é testemunha: eu como bem. Reprimo asneiras, sim, mas às vezes como-as compulsivamente e nunca miei, nunca! Ou seja… a minha medicação faz perder peso, mas eu não posso perder mais… mas também não quero engordar. Raios raios raios! Não sei o que fazer. Se vou a um nutricionista põe-me a comer para ficar enorme outra vez, se vou ao psiquiatra ainda me tira o raio do medicamento… Eu não posso ter anorexia. Como é que eu sei que não tenho? Porque eu como! Hidratos, proteínas, gorduras, fibras, minerais, blá blá blá…

 

 

 

Porque é que isto me está a acontecer?

Como é que eu vivo no Verão com este corpo fininho demais?

 

 

 

A propósito! A listinha de hoje, até agora.

Pequeno-almoço: 3 chávenas de chá de cidreira + 1 pão e meio torrado

Almoço: 1 posta de bacalhau cozido + 2 batatas grandes cozidas + meio prato de feijão verde cozido + 1 maçã starking

Lanche: 1 maçã e meia golden cozida com casca + 1 pão torrado

Até ao jantar: Chá vermelho

Jantar: 2 conchas de sopa de nabiças + 3 tostas + 1 banana

 

Provavelmente ainda como um iogurte antes de dormir. Quando tenho fome, como; tento é escolher o que como.

 

Agora digam-me: isto é alimentação de uma anoréctica?? Sinceramente: é ou não? Preciso de saber isso...

 

 

Estou desesperada. Hoje uma grande amiga falou na doença, na anorexia... eu expliquei-lhe. Ela ficou a pensar... Depois chorei e não consegui falar mais. Só o nome da doença assusta-me, mete-me medo e dá-me logo vontade de comer e como mesmo! Desde que saudavelmente, só isso...

Raios...

Hoje estou...: confusa e com medo...
Música de fundo: som da televisão
Publicado por opium às 20:34
link do post | Comentar | favorito
|
3 comentários:
De Miss Aninhas a 3 de Junho de 2007 às 00:38
Olá :) antes de mais, muito obrigada pelo coment lá no meu blog, fiquei contente com as tuas palavas. Bem...em relação à fluoxetina...confesso-te que apesar dos pesares, de andar mais zen e equilibrada e magra ainda tenho um certo bichinho e uma vontade de tomar esse tão famoso medicamento. Na verdade, cheguei a tomar sertralina durante uma semana, que tb é um ansiolitico que funciona atraves da inibição da recaptação da serotonina (a "substância" do prazer e da saciedade), mantendo-a em "circulação no nosso cérebro por mto mais tempo. A fluoxetina tb funciona assim. Com esta substância activa, é natural que tenhamos menos vontade de comer...foi o que me aconteceu. Bem...mas tive a ver o teu cardápio e não tenhas medo...não me pareces abslutamente nada anorectica com tanta comida! MAS, há já algum tempo que surgiu no mundo das TA um novo tipo de distúrbio - a Ortorexia. Mtos defendem este transtorno alimentar como um desdobramento da anorexia, mas não é uma doença tão grave porque não se trata de restringir as quantidades de comida ao exagero mas antes restringir o leque alimentar, avaliando a qualidade do que se come e mantendo uma preocupação excessiva com o peso e com a saúde. Uma busca na net dá-te mais informações...não te vou estar a maçar com mais pormenores :) Enfim...seja o que for...não te preocupes excessivamente. Além disso vale mais magra do que gorda! (desculpa a falta de bom-senso desta expressão mas a minha panca por magreza vai bem e recomenda-se)
Pronto...um grande beijinho e toda a força do mundo para ti nessa luta, seja ela qual for*
De nihil a 3 de Junho de 2007 às 15:16
Olá ,
estive a ler atentamente o teu post e por aquilo que contas não me parece nada que estejas com anorexia.
O teu padrão alimentar está óptimo .
Quem me dera que o meu estivesse igual...
Por isso e por agora podes ficar descansada e continuar a ter uma alimentação regrada e balanceada ...
beijinhos

De opium a 3 de Junho de 2007 às 22:36
Obrigada pelas palavras, pela força. Sei que desse lado estão pessoas que conhecem mais deste mundo que temo, por isso as palavras fazem-me bem e tranquilizam-me.

Há sempre aquele medo no fundinho de mim... mas pronto... é algo com que tenho de aprender a lidar, definitivamente.
De qualquer forma, está a ser bom desabafar, conhecer perspectivas, experiências, ... aliás, está a ser óptimo!

Beijinhos beijinhos!!

Comentar post

.Quem sou?

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.ProZas recentes

. Sinceramente...

. Será o típico "blá blá"?

. Dia bom, dia mau, dia bom...

. Uma caverna, que tal?

. Ansiedade, ansiedade e ma...

. Hardcore

. Fantasias, sonhos, realid...

. Incongruências

. A matemática das coisas

. 6.º grau de turbulência i...

.ProZas antigas

blogs SAPO

.subscrever feeds