Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Como é que se faz mesmo?!?

Hoje...
 
É um dia como tantos outros. Acordei triste, só isso. Talvez o jogo das escondidas do Sol tenha-me entristecido logo ao amanhecer... Sim, foi só a falta do Sol.
Mas... depois o Sol espreita e eu já nem o vejo. Fechei-me em mim mesma: phones nos ouvidos a confundir os pensamentos obsessivos, óculos de Sol a tapar os olhos cansados, a mesma roupa de ontem no corpo, os mesmos ténis de ontem e de sempre nos pés... Hoje... caminho e vou indecisa, deixo que o rumo me leve.
 
Cumpro as minhas funções pela manhã, por sinal sou remunerada, apesar de não aquecer nem arrefecer. O trabalho decorre. Tudo tranquilo.
 
Arrasto-me até casa a ouvir música só para mim. A casa está fria, visto um casaco quente de Inverno. Faço o meu almoço saudável e como-o muito devagar. Largo tudo e tomo uma cevada na rua antes de me enfiar de novo no gabinete, antes de me sentar de novo, por mais sabem-se lá quantas horas, na cadeira que já me dá tonturas... É mais uma tarde de trabalho. E é mais uma tarde de tortura: os meus pensamentos a fazer planos, muitos planos, planos para o lanche, planos para o jantar, planos para as compras, planos para amanhã, planos para o fim-de-semana.
 
Estou só, raios! Só queria poder chorar abraçada a alguém que não me censurasse, que não me criticasse e que não me viesse com discursos de moral e o típico “vá lá, força, tu consegues, eu sei!”. Estou farta de ter tudo e não querer nada; estou farta de querer o que não posso querer; estou farta de me silenciar; estou farta de aguentar as lágrimas com a minha máscara de menina má e imperturbável; e estou farta de perguntas estúpidas e respostas variadas (conforme o humor). Estou farta, cansada, de indecisões... de isto ou aquilo... de sim ou não... de força ou fraqueza.
 
Conclusão: deviam existir medicamentos para esta merda!
 
 
O meu relato alimentar, que vou actualizando ao longo do dia, como sempre, como dantes,... e como prometido e acordado:
 
Quinta, 28 de Junho de 2007
8:30 – 1 chávena de leite com mistura de cereais (farelo de trigo, corn flakes, flocos torrados de cevada e all bran flakes)
11:50 – 1 cenoura + ½ tosta
14:00 – 3 conchas de sopa de legumes + 2 coxas de frango cozidas sem pele e gordura com massa cozida com legumes variados + 1 laranja
14:15 – 1 cevada
 
 
 
Nota: A Profª. Dra. Isabel do Carmo considera que todas as refeições têm que ter os hidratos de carbono necessários para gerarem satisfação e saciedade. E não é o que eu faço? Então, Sra. Dra., porque é que eu não consigo parar de pensar em comer?
 
Enfim... Best-sellers...
 
 
Hoje estou...: Triste e furiosa!
Música de fundo: Radiohead - Anyone Can Play Guitar
Publicado por opium às 14:43
link do post | Comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anna.Dark a 28 de Junho de 2007 às 15:01
Então feito. Quer chorar, chora aqui! Confesso que ía começar esse comment te dando a maior força: " vai lá, vc consegue!", mas depois de ler algumas palavrinhas no post, desisti, definitivamente não é disso que vc precisa. Há horas em que precisamos somente disto: Chorar e não escutar nada. Chorar e não escutar palavrinhas mágicas de motivação. Tranquilo. Esse é o seu momento. Momento de caminhar sem rumo, momento de escutar uma música só pra vc, momento de dúvidas e planos, momento de dias cinzas. Olha, te digo. Se existe remédio para esta merda eu não sei, talvez o remédio seja esse mesmo. Curtir o dia, sem maiores estresses. Um beijo, garota!!
De opium a 28 de Junho de 2007 às 16:47
Eu sempre fui a gulosa da família. Porque é que havia de mudar? Há lá coisa mais forte que os genes?

lol

Mas não, não vou comer tretas hoje: vou dormir, sim, dormir, e quando acordar leio revistas lights, porque tenho a cabeça cheia de relatórios científicos em 3 ou 4 línguas diferentes... e vou escrever e chorar, sozinha, claro... Bem, posso sempre agarrar-me a um ursinho...! :)

Ah, já agora fica aqui o mote para a discussão: os/as meninos/as eram gulosos/as na infância?

Beijinhos um pouco mais animaditos...

post scriptum: esta coisa do blog pode ser mesmo terapêutica! ;)
De Gabi a 28 de Junho de 2007 às 19:01
Oi querida te linkei!!
Amei seu blog...amei seu post, adorei tudo...
Só naum gostei da sua tristeza, senti ela daki..por que será, às vezes eu posso estar enganada...tomara q sim...
Bjokas
Gabi
De Anónimo a 29 de Junho de 2007 às 11:52
Oi flor.. :)
verdade.. todas nossas historias, mesmo particulares tem um ponto muito grande em comum.. vivemos vidas diferentes mas todo o destino toca numa unica historia.. como aquela musica que toma nossos ouvidos e invade nossa mente! cada uma é cada uma mas as experiencias se mesclam em busca da ajuda que nao encontramos nos outros a nao ser aqui entre nós.. muita força pra gente! a gente consegue! eu amo radiohead ;~~
De obsessivee.weblogger.com.br a 29 de Junho de 2007 às 11:53
fui eu que comentei ai em cima florzinha :*
De Miss Bones a 29 de Junho de 2007 às 15:13
Bah, se esse remédio contra vazio e desespero existisse, seria a primeira a comprar !! Sei bem o que é precisar de um abraço, só isso, sem que nada se diga, pois nada há a ser dito...Enfim, é mesmo uma ironia o fato das pessoas que poderiam nos dar esse consolo estarem tão longe, e muitas vezes parecerem irreais por trás da tela do computador...Coisa da vida, enfim !!!

Beijos, querida, adorei o blog !!!
De nihil a 29 de Junho de 2007 às 20:53
Amiga, tenho pena de não poder estar aí junto de ti para te abraçar sem perguntas, sem recriminações....eu queria muito estar perto de ti mas sabes que para mim nesta fase é complicado....mas a partir do fim da semana que vem em principio estou livre e depois podemos por em dia tudo aquilo que vimos a adiar.... vá tem coragem....tens de me animareu preciso de ti...
beijinhos muito grandes

Comentar post

.Quem sou?

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.ProZas recentes

. Sinceramente...

. Será o típico "blá blá"?

. Dia bom, dia mau, dia bom...

. Uma caverna, que tal?

. Ansiedade, ansiedade e ma...

. Hardcore

. Fantasias, sonhos, realid...

. Incongruências

. A matemática das coisas

. 6.º grau de turbulência i...

.ProZas antigas

blogs SAPO

.subscrever feeds